domingo, 21 de novembro de 2010

O rei no alto da torre

O problema não é calar
não é ausência de atenção
é o seu não abrir mão
do desejo de reinar

Permanece cego
no alto da torre do palácio
no qual se isola e aguarda
o resgate que você mesmo
fez questão de cancelar

E não sou eu que falo baixo
não sou eu que não sei falar
É seu ouvido treinado
a nada além da própria voz escutar

5 comentários:

Anônimo disse...

LINDA
:*
beijo nas costas

Carlos ETC disse...

Muito massa seu blog e seus versos! Vi que você canta, mas seus versos você canta também?

Gostei muito desse: "O rei no alto da torre". Vou te referenciar em meu interlúdios

Carlos ETC

Mateus Elipê disse...

Só agora que descobri seu blog! Vou voltar a frequentar!

Xêro!

Mirdad disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mirdad disse...

Se o ouvido é treinado, de que adianta chiar? Deixe o rei por lá!