domingo, 3 de abril de 2011

O barco














Se barco fosse,
do mar seria
A ir sem amarras
no balançar

Se há vento,
flutua.
Força o motor
quando não há

Se barco fosse,
as águas serviam
como um caminho
fundo

É levantar âncora,
romper com a terra
e, se preciso,
aprender a remar

2 comentários:

Caty disse...

lindo!

OLHAR PARA DENTRO disse...

Barco..para onde me levará se eu deixar entregue as correntezas no final de tarde do outono?